20/05/07

O Esporte Milenar - O Galo Combatente

O Esporte Milenar - O Galo Combatente

O nosso galo combatente nacional, é fruto da miscigenação de duas raças puras, o Malaio e o Bankiva. O galo malaio original, era um galo grande de poucas penas, pernas e peito fortes, asas curtas e não voava, vivendo basicamente no chão. Desta ave descendem todos os malaióides, entre eles os galos combatente Japoneses, indianos e o nosso nacional. O galo Bankiva, por outro lado era um galo pequeno, de asas longas e empenamento abundante, calda grande na vertical, vivia em árvores e era excelente voador, tendo asas muito fortes. Desta pequena ave, descenderam todos os combatentes bankivóides, entre eles os galos combatentes da Europa, América do Norte, Central e quase toda América do Sul.

Os galos bankivóides são de menos tamanho do que os galos malaióides, japoneses e indianos. Pesam cerca de 2.0 Kg e apresentam cor avermelhada com crista e barbelas pequenas, existe grande comércio entre América do Norte, Central e do Sul e Europa.

O Combatente Shamo - É uma raça oriental, levada da Tailândia (Sião) para o Japão, faz parte do subgrupo das raças malaias. São admitidas as variedades preta, preta de peito avermelhado e escuro, são aves com bom tipo esportivo, tratam-se de aves de grande porte, posição muito vertical, muito musculosa, de penas curtas, escassas e bem aderentes ao corpo e cabeça de gavião. Apresenta crista de ervilha. Quando adultos os machos chegam a pesar 4,994 Kg e as fêmeas 3,178 Kg. As galinhas produzem cerca de 80 ovos de casca tendendo ao marrom com cerca de 55g.

Criando - Selecionando

A arte de criar e selecionar galos para o combate justo e limpo é deveras complicada e requer de nós muita astúcia e muito mais observação. Como já foi muito debatido nas rodas entre galistas e em artigos escritos, para a pessoa leiga no assunto o confronto entre duas aves da mesma espécie pode assustar a primeira vista, é comum alguns afirmarem que forçamos os nossos galos a combater, quando na verdade apenas damos a eles local e condicionamento apropriado para que desempenhem o que mais sabem (lutar), de maneira que não firam seus pés, ou que não entrem com vantagem de peso, altura, físico em cima de outro animal menos preparado, etc...

Sabemos que é perca de tempo falar e repetir como acontecem os combates e porque o galo de briga, Briga!...

O que devemos fazer é:

1º Levar em consideração que não haverá nunca um esporte que agrade à todos

2º Existem esportes com outros animais, com as mesmas características do nosso. (rodeio, laço de bezerro, vaquejada, farra do boi...etc..

Não estou aqui julgando outros esportes, apenas me refiro ao uso dos animais e a manipulação do homem sobre eles. Em nosso esporte o que fazemos é dar condições físicas e de igualdade para o justo combate entre dois seres que nasceram exclusivamente para lutar...

Fábio Costa – João Pessoa PB

82 comentários:

  1. Anônimo6/5/08

    Com que direito, que fundamentos, cidadãos da geração supermercados, criados e desenvolvidos no meio urbano, sem nunca tirar o pé do asfalto, criados na mordomia, almofadinhas de toga, juizes mauricinhos, roqueiras, ex-atrizes pornôs. Senhores paladinos do vento,. Quando do descobrimento do Brasil pelos nossos, irmãos portugueses, aqui não havia Eqüinos. Bovinos e Aves Domestica, que foram trazidas, na forma primitiva de diferentes raças e característica, na sua colonização por todos os povos e raças do mundo. Mas o brasileiro fruto da miscigenação de tantos povos, vem se firmando no mundo como maiores empreendedores e criativos, sempre em busca da perfeição, e nosso espírito desafiador e comprometedor com o campo com o rural, nos tornou os maiores produtores de carne bovina no mundo, os maiores exportadores de frango, o maior produtor de soja, milho etc. Nossos eqüinos hoje participam em quase todos os eventos mundiais competindo com o que há de melhor no mundo eqüestre.
    Nos criadores e admiradores de aves combatentes apesar da perseguição, boicote e alienados da sociedade, poder-mos-ia também estar entre os maiores exportadores do planeta, pois conseguimos formar um banco genético de aves combatentes dos mais perfeitos e avançados do planeta, pois nossos aficionados como brasileiros natos com seu espírito empreendedor e desafiador, não conformados somente com as espécies e raças trazidas pelos nossos antepassados e em surdina por falta de regularização de nossa atividade, heróicos companheiros, trouxeram novas raças de combatentes, da Índia, Tailândia, Filipinas,Cuba, Costa Rica, França, Espanha etc.E como bons brasileiros que somos, também aperfeiçoamos as regras de combate, adapitando-as às características das espécies resultado nas novas cruzas importadas. Quero ainda esclarecer para vocês Paladinos do Vento, Geração Supermercado, que jamais assistiram o abate de uma galinha caipira, frango, leitão, cabrito, cordeiro, bovino; tem tudo pronto no supermercado ou na churrascaria da esquina não é?. Pois bem, um combate de galos no principio tinha duração de 180 minutos, e com o passar dos tempos, para poder-mos recuperar nossos galos sem sofrimentos, fomos diminuindo o tempo dos combates, que hoje são de no Maximo 55 minutos, com juizes acompanhando a luta, que logo declara o galo vencedor assim que notar que o adversário esta em condições desfavoráveis e ou inferiorizado no combate.

    ResponderExcluir
  2. Maria Edileusa13/5/08

    sou a favor da liberação das brigas de galos. sou namorada de um galista e gosto de ir a rinha nos finais de semana com o meu namorado e não vejo nem um maus tratos por parte do homem, pois só combate dois galos do mesmo tamanho e do mesmo peso.maus tratos é o que o IBAMA fez em Rio Grande Do Sul quando foi apreendido os galos e depois os degolaram e jogaram os seus corpos no lixo voçês população brasileira e defensores dos animais já viram estas fotos, se não viram procurem olhar essa crueldade com os animais isso sim que é maus tratos e que levar a sua extinção. Se este esporte não for urgentente liberado vai ser extinto pelas pesoas leigas, pelo fiscais do Ibama,pela poilcia ambienta,por essas Ongs, pelo MP,e por voçês políticos que nada fazem para impedir essa extinção,já está na hora da criação de uma lei para liberação desse esporte para que os galos não seja extintos.....

    ResponderExcluir
  3. Anônimo30/3/09

    João comentou.
    O esporte galistico no Brasil gera muitos empregos e, alem do mais nunca um galista derruba uma arvore para fazer carvão, ou casça um galo na floresta, ele os cria desde de pequeno alimenta(ração de boa qualidade comprada pagando impostos) e varios outros encargas que geram divisas com outras pessoas que necessitam de trabalho para viver,então porque só o Brasil não enxerga as possibilidades nos momentos de crise,o Esporte galistico emprega muita gente por este Brasil,enquanto muitas irregularidades ocorrem neste pais, porque este esporte é considerado ilegal?,e os desvios de verbas, e a corrupção e tantas outras coisas.... em exposições galisticas não ocorrem estas coisas.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo18/5/09

    A polícia precisa deixar de atender a essas mulheres mal amadas da SUIPA, que querem aparecer correndo atrás de galistas e ir tomar providência lá na Cracolandia em São Paulo,que é mais produtivo para o Brasil.

    ResponderExcluir
  5. Anônimo27/5/09

    A criacao de galos indios foi proibida, desde 1964 pelo Presidente mais vergonhoso que o Brasil ja teve, foi liberado pelo politico mais aclamado na Presidencia Tancredo Neves que no seu intender acreditava que a rinha de galo e o esporte milenar que esta irraigado na cultura do Brasil e de muitos outros paises Latinos e no resto do mundo, nao sendo caso de mal tratos com animais como os ``protetores`` julgam ocorrer nas rinhas, porque o galista perpetua uma especie de animal que a muito ja estaria extinta se nao fosse esta classe de pessoas de bem como todo o brasileiro, que ao inves de gastar seu tempo e dinheiro com outras futilidades, se empenha em criar,tratar com carinho de pai e vez que outra levar seu animal de estimacao para competir com outro em igual situacao de condicoes e nunca desejando que nessas competicoes o seu animal saia ferido de forma irreparavel, assim como fosse um pugilista que compete e que nenhum torcedor com situacao psiquica normal deseja que se fira gravemente ou que morra.Finalizando, abracos a todos os galistas de todas as nacoes e parabens pelos seus animais que sei que sao tratados com carinho.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo10/8/09

    Adorei seu comentario amigo, sou de jaguarão Rs fronteira com o Uruguai e sou um eterno apaixonado pela briga de galo só que des de 2000 eu só consigo jogar as rinhas no uruguai pois aqui está muito complicado!!!
    Os gastos para se jogar uma rinha estão muito altos hoje em dia só se joga se amar esse esporte!!!

    ResponderExcluir
  7. Anônimo19/8/09

    muito bom amigos, quando poderemos criar, e praticar este esporte legalmente, não somos bandidos, somos preservadores da espécie, gostamos, criamos com amor, muito amor, seremos sempre persistentes, lutaremos como nossos galos, um dia venceremos. não vamos desistir nunca. só os fortes vencem. sou de brasília me sinto só,
    mas não desisto, porque gosto muito.

    ResponderExcluir
  8. Anônimo19/8/09

    muito bom amigos, quando poderemos criar, e praticar este esporte legalmente, não somos bandidos, somos preservadores da espécie, gostamos, criamos com amor, muito amor, seremos sempre persistentes, lutaremos como nossos galos, um dia venceremos. não vamos desistir nunca. só os fortes vencem. sou de brasília me sinto só,
    mas não desisto, porque gosto muito.

    ResponderExcluir
  9. Anônimo19/8/09

    muito bom amigos, quando poderemos criar, e praticar este esporte legalmente, não somos bandidos, somos preservadores da espécie, gostamos, criamos com amor, muito amor, seremos sempre persistentes, lutaremos como nossos galos, um dia venceremos. não vamos desistir nunca. só os fortes vencem. sou de brasília me sinto só,
    mas não desisto, porque gosto muito.

    ResponderExcluir
  10. Anônimo19/8/09

    muito bom amigos, quando poderemos criar, e praticar este esporte legalmente, não somos bandidos, somos preservadores da espécie, gostamos, criamos com amor, muito amor, seremos sempre persistentes, lutaremos como nossos galos, um dia venceremos. não vamos desistir nunca. só os fortes vencem. sou de brasília me sinto só,
    mas não desisto, porque gosto muito.

    ResponderExcluir
  11. Anônimo25/1/10

    oi amigos meu nome e Henrique , aprendi a criar galo de briga com meu tio , que aprendeu com meu vo,e as proximas gerações da familia vem pelo mesmo caminho, é a paixão da familia
    quero defenfender este esporte , porque coisas
    muito piores são feitas com as pessoas deste pais , e as autoridades não estão nem ai
    pra quem conhece essa cultura sabe que os galos são muito bem cuidados, e que não são obrigados a brigar , mas brigam porque e seu istinto natural
    e melhor conhecerem o esporte primeiro antes de criticar , fuiiiiiiiiiii

    ResponderExcluir
  12. Anônimo27/1/10

    e se nao ouvese nois pra separar o q ia acontecer pois quando nascen ja nascen matando uns aos outros e a gent separa pra nao morreren

    ResponderExcluir
  13. Anônimo16/2/10

    oi amigos eu tenho 16 anos e eu ja sou apaichonado por galo tem jente que dis que eu sou doido mais eu nao disisto de cria ja temtei para de cria mais nao com sigo gosto de rinha mais num ca perdi uma briga so vitoria e inpate abraso ass:adeilton

    ResponderExcluir
  14. Anônimo16/2/10

    A POLICIA FEDERAL DEVERIA PREOCUPARE SE É COM OS PILANTRAS DO SENADO ESTRUPADORES,É ASSACINOS . NA MAIORIA DAS VEZES ESSES PROTETORES DOS ANIMAIS FAJUTOS NÃO PASSASM DE MACONHEIROS MAURICINHOS SEM TER COM QUE SE PREOCUPAR ESSAS AVES SÃO GLADEADORES NATOS E NASCERAM PARA ISTO TENDO EM VISTA QUE NUM TERREIRO QUANDO ATINGEM A MAIOR IDADE ENFRENTAM SEUS IRMAÕS E ATE MESMO PAI ATE A MORTE. Não desistam de lutar essas aves não pódem desaparecer .

    ResponderExcluir
  15. Anônimo16/2/10

    Todos estão de parabens é isso ai.

    ResponderExcluir
  16. Anônimo28/2/10

    ESTOU REPITINDO UMA RAÇA DE GALOS CAMPEÕS,A GALINHA TEM NOVE ANOS,SÓ GALISTA TEM UM ANIMAL DESSA IDADE PROCRIANDO NÓS NÃO SOMOS MAUS FEITORES DAMOS OPORTUNIDADES AOS MELHORES ANIMAIS A VIVER ATÉ O FIM OS FRANGOS QUE OS CRITICOSCOMPRA NO SUPERMERCADO VIVEM EM MÉDIA 45DIAS.

    ResponderExcluir
  17. Anônimo6/3/10

    eu tambem so a favor da liberação das brigas de galos, pois eles nasceram para brigar, eu possuo uma raça boa chamada chinelo de couro, seus filhos saõ os terrores de recife.studio ladeira vermelha.

    ResponderExcluir
  18. Anônimo11/3/10

    a policia ambiental deveria cuidar do que foi desiggnado para ela e nao fica indo atraz de galista so fazen isto por correr menos risco pois sabe que numa rinha so tem gente de bem enquanto que fiscaliza floresta ela vai bate de encontro com muitos coroneis ainda. entao vem a covardia primeiro.. vem em cima de galista...

    TROVAO AZUL....

    ResponderExcluir
  19. Anônimo11/3/10

    OS COVARDE DA POLICIA AMBIENTAL SO SABEM VIR ATRAZ DE GALISTA EM VEZ DE FISCALIZA AS FLORESTA ONDE ESTAO DESTRUINDO TUDO...SE ACOVARDAO EM PRA CIMA DE GALISTA AQUI EM SAO PAULO TA UM HORROR ESSES CARAS...

    ResponderExcluir
  20. jeada15/3/10

    CONTRA FATOS NÂO HÁ ARGUMENTOS, OS CONTRA:´´E muito feio eu não gosto é muito feio desumano,é mau-trato e nosso trabalho consiste em amontoa-los como estão nas fotos lá em cima(no portal)deixandos juntos para que se despedacem aí mostramos na impressa para (agueles que não conhece a natureza das aves)senssibilizar as pessoal e vamos atrás da proxima rinha que trabalho magnifico fazemos.


    CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS,OS AFAVOR:Nòs criamos nossas aves dedicamos nosso tempo e dinheiro ( o que é muito trabalhoso ) dado sua natureza belicosa,selecionamos nossos craques,mantendo sempre os melhores para reprodução e os mais fracos segue seu proposito assim como os demais animais, panela obviamente,não fossamos ninguem a gostar do que gostamos nem tampouco tentamos descer garganta a baixo aquilo que não te satisfaz…afinal questão de gosto não se descute e a democracia serve a todos ATÉ OS GALISTAS.

    ResponderExcluir
  21. Anônimo18/3/10

    Santa Catarina: como disse em outro comentario, querem condenar o galismo mas nao dao jeito na fome das nossa crianças, querem tornar o galista em criminoso, mas nossos ladroes de paletó la me brasilia nao sao criminosos, eu sinto vergonha destas coisas, num pais que a fome impera, a corrupção e a maneira de se fazer ´politica, estamos bem né, oque falta e politico de verdade que va cuida da fome do analfabetismo e deixem os galistas cuidarem de uma tradição milenar.....

    ResponderExcluir
  22. Anônimo18/3/10

    Todos tem uma maneira diferenciada de ver o mundo e as maravilhas que eles nos prorciona.
    Algumas dessa, arriscam-se fazendo esportes radicais pondo em risco a sua propria vida,mas eu nuca vi tais proibicoes e persegicao . Mas quando nos referimos a briga de galo a situacao chega a ponto de ocupar agentes federais e se tem um gasto absurdo .
    Conclusao,para min que so obedeco as leis,acho que o crime e crime em todo o mundo.
    Na china existe o controle de natalidade onde cada casal so pode ter dois filhos,porem o pais dam preferencia pelo primeiro filho que seja homem.
    Quando o primeiro filho nasce menina
    ,alguns casais matam o proprio filho asfixiado e la essa barbaridade faz parte da tradicao
    milenar.
    Porque em alguns estados brasileiros esse esporte e liberado .
    Porque e liberado em outros paises muito mais antigo que o brasil.
    Na Tailandia o faturamento de produtos relacianados com briga de galos e quase o mesmo de o brasil exporta de cafe.
    PORQUE NAO LIBERAR AS RINHAS DE GALOS E
    AUMENTAR A ARRECADACAO DE ALGUM IMPOSTO PARA O PAIS.
    Porque so a CAIXA ECONOMICA pode promover jogos de apostas, tais como; mega sena,loto facil,loterias etc.

    Desculpe-me pelo desabafo de um ex criador de galo combatente.

    ResponderExcluir
  23. Anônimo2/4/10

    eu sou um policial militar,e adoro desde criança uma briga de galo,e,ja estou quase aposentando e pretendo criar novamente meus galos de briga,certa vez eu fui ameaçado de ser preso para servir de exemplo para meus colegas,caso eu fosse assistir uma briga de galo,ai fui obrigado a parar para garantir meu emprego mas eu fiquei indiguinado,tomara que um dia nos consigamos eleger um deputado federal do nosso meu para elaborar uma lei à favor da liberação das rinhas para que sejamos tachados como criminosos e sim um desportista.

    ResponderExcluir
  24. Anônimo17/4/10

    vocêis hipocritas da lei,já plantou uma árvore, já colocou uma galinha para chocar, sabe quantos dias leva uma galinha para tirar os seus pintinhos?, E que esses mesmos pintinhos quando atinge uma certa idade, e se pegam em briga, e quem separa eles para não se machucarem, somos nós que adoramos uma briga de galo? Em resumo, estamos cuidando da espécie. E vocêis?

    ResponderExcluir
  25. Anônimo2/5/10

    Eu sou um criador de galo,eu do aos meus galos as melhores condiçoes posiveis ,boas alimentaçoes ,bom condissonamento fisico para que ele possa realiza uma boa luta.Voces deveriam procura saber como nos criadores cuidamos de nossos animais para que depois voces possam fazer seus comentario.Se nao for por nos criadores,a especies entram em estinçao e podem ate acabar.Poque quem vai querer criar galo de combate,as granjas,o Ibama,so pra manter a especie.

    ResponderExcluir
  26. Anônimo18/5/10

    gostei muito do que falastes,pois e a verdade nua e crua.enquanto ficam nos julgando,'seus bandidos ,seus covardes,nos,pois eu acho que todos os galistas pensem assim,seguimos apaixonados por nossos atletas,cuidando carinhosamente ,dando o que uma mae da para seus filhos.

    ResponderExcluir
  27. Anônimo2/6/10

    Onde eu posso encontrar galos tailandeses?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo29/8/13

      Eu possuo a raça! Contudo faço cruzamentos entre elas e no momento estou com apenas 05 frangos da raça, sendo 01 deles com 08 meses, outro com 06 meses e os demais com 03 meses. Caso vc se interesse entre em contato comigo por telefone (35)9969-9157, falar com Ricardo.

      Excluir
  28. Anônimo3/6/10

    Quais são as principais linnhagens de galos combatentes existentes no brasil?E se na região nordeste alguma se destaca?

    ResponderExcluir
  29. Anônimo15/6/10

    esse jeada deveria e se preocupar com o desmatamento desenfreado que ha em nosso pais ,trafico,assassinatos,assaltos,politico corrupito,pedofilos etc.e nao ficar ai se gabando porque apreendeu os galos de cidadaos de bem que criam suas aves combatentes e pagam seus impostos ,nao sei se esse jeada e da policia ou fiscal do ibama que alias sao dois orgaos falidos apesar de ainda haver alguns bons profissionais em ambos ,emfim ,avante galistas.

    ResponderExcluir
  30. Anônimo20/6/10

    crio como animal ornamental, pois se deixar-mos de criar será mais uma raça em extinção

    ResponderExcluir
  31. Anônimo1/7/10

    gostamos, vamos criar, não importa a quem incomodar, nossos plumados são lindos, só nós sabemos o prazer e a satisfação pessoal que este esporte nos proporciona, somos galista sim senhor e sempre seremos.

    ResponderExcluir
  32. Anônimo6/7/10

    Senhores Galistas!
    Sou Pernambucano. Aqui no nosso estado esperamos que as autoridades se empenhem em lutar contra bandidos, contra a aqueles que tentam contra vidas humanas, traficantes, entre outros tipos de malfeitores.
    Nós somos criadores e conservsdores da raça bela e milenar que é a de galos combatentes. Esperamos que com as eleições chegando os políticos tenham uma melhor visão a respeito da conservação desse esporte que tanto encanta pelo seu bravismo e coragem.
    Parabéns galistas.
    Um abraço e boa sorte!

    ResponderExcluir
  33. Anônimo6/7/10

    acho que no Brasil deveria e criar um jeito de arrecardar uma boa grana com esse esporte ja que e muito procurado em todo o Brasil e mundo,passar a cobrar tarifas anuais nos locais que realizam essas brigas, pois nunca ouvi falar em criador de galo ser um estrupador, traficante, aliciador de menores e coisas que ve vemos ruins todos os dias nos jornais como assasinato e outras drogas acho que o Brasil ganhara ++ em cobrar para que haja essas rinhas do que ficar prendendo pessoas que nao fazem mal algum com a humanidade.Pois o Brasil tem coisas muito + importantes para procurar a rezolver doque mecher com pessoas de bem, como outros amigos dizem essas brigas exitem a muitos anos atraz e lutam por extinto sao apenas melhores acodicionados para esse tipo de lutas como alimentação e outros etc. Deve sim liberar a luta de galos pois criadores sao como cientistas tentam prezervar a raça e nao deichar entrar em extinção. parabens galista. abraços a todos.

    ResponderExcluir
  34. Anônimo8/7/10

    Não sou adepto a brigas de galo respeito a opinião de todos.Apenas gosto da raça, acho bonito os galos de briga e assim como muita gente recebo preconceitos por criar está raça por isso acabei dando um tempo. pois brigam por si só e as pessoas já falam que os colocam para brigar.

    ResponderExcluir
  35. Anônimo1/8/10

    Sou de rio branco no acre quero saber porque brigar galos e crime se são animais pro procriação atraves de cruzas feitas pelo homem e em que parte esses nobres animais estão representado na nossa bela falna sou criador pratico o galismo e vejo crime e em uma blitz realizada pela policia o policial atirar por traz e matar uma inossente e não vermos nada acontecer isso e crime

    ResponderExcluir
  36. Anônimo18/8/10

    Sou apaixonado pelo galismo desde os 7 anos quando vi o pr. combate. É muito frustrante ser proibido de fazer algo que gostamos. deveria-se criar leis para legalizar e arrecadaçã de impostos,poi, o que fazemos é preserva de verdade e aprimorar a espécie. Sou do interior de pernambuco.

    ResponderExcluir
  37. Anônimo21/8/10

    Fico muito estarrecido com a grande ipocresia de pais onde os escandalos políticos e violências estão todos os dias nas manchetes dos jornais e nas telavas da tv.
    Pais de pessoas que se julgam inteligentes, porém não conseguem enchergar um palmo na frente do nariz, de falços ambientalistas que comem carne de frango de granja de boi, que são confinados em regime fechado e praticamente forçados a comer através de medicamentos, coisa que faz mal a nossa saúde. Ambientalistas esses que ao invés de ficar denunciando criatórios de galos, deveriam ver a questão dos desmatamentos na amazonia que já esta em grande escala,
    Não estamos com demagogia, queremos que essa pessoas ignorantes que pensão que existem maus tratos em galos de briga, primeiro se interasse do asunto pra não falar tanta bobagem, pois a raça combatente é uma criação única que tem a agrassividade e o combate na sua genética, o galista somente dá sua grande contribuição com o manejo e o planejamento para que as competições tenham regulamentos e também cada galista proteja as condições físicas e de igualdade do seu combatente.
    Caso não haja a competição para que melhoramento genético evolua, os galistas ficaram desestimulados e consequentemente não criaram mais, sendo assim consequentemente a raça entrará em estinção.
    Autoridades competentes não deixem uma raça milenar entrar em estinção,por favor intercedam e regulamentem as condições de competição para os combatentes.

    ResponderExcluir
  38. Anônimo22/8/10

    OLÁ amigos sou galista ha muito tempo, amo meus animais como meus filhos,não acho correto o que esses governos fazem tentando acabar com esses animais maravilhosos, que são como nós seres humanos"LUTAM POR SUA SOBREVIVÊNCIA" vamos nos unir e não deixar que acabem com esse esporte que faz parte das nossas vidas, um abraço a todos os amigos galistas.

    ResponderExcluir
  39. Anônimo27/8/10

    Esses políciais ficam perseguindo galistas enquanto bandidos roubam bancos e matam pessoas ,traficando esses filhas de umas putas vem dizer q briga de galo é proibido vai tomar no cu !!!!!!

    ResponderExcluir
  40. Anônimo8/9/10

    sou criador de galos combatentes amo meus galos gosto deles iqual gosto dos meus entis queridos nao julgo briga de galo como esporte criminoso acho gue o governo deveria nos paqar uma taxa por criar e manter a especie combatente pra que ela nao entrem em extinçao
    sou baiano de feira de santana

    ResponderExcluir
  41. Anônimo26/9/10

    sou galista desde q me entendi por gente, acho uma vergonha essa perseguisão desses merdas q deviam ir atras de ladrões e traficantes, que e isso que o brasil ta cheio, e nao tentar destruir um esporte natural, pois os galos ja nascem com esse extinto, e nos galista preservamos os animais dando-os tratamento e lugares apropiados! GALISTAS do brasil nao desistam, pois acho que um dia esses merdas vao se tocar e nos deixar em paz!!

    ResponderExcluir
  42. Anônimo30/9/10

    Olá amigos,
    Naõ adianta reclamar,fazer comparações com políticos,guardas florestais e tão pouco em arrecadar mais grana(chega de pagar impostos),é preciso que o Brasileiro lute por seus interesses seja pessoal ou comunitario e parar de reclamar,ao longo desses anos e com ajuda da net já deveriamos ter começado um grande movimento(manifestaçoes)a favor do galismo,cadastrar representantes por cidades,bairros etc afim de trocar ideias para estruturarmos um grande movimento(colher assinaturas,encontros etc),alguem mais entendido em net daria o pontape inicial atraves de um blog para formar o grupo e expandir,começando por um estado e com seus representantes formados expandia para outro estado e assim por diante,nosso Brasil é grande mas não impossivel.Não podemos contar com ninguem nesta luta(sómente os galistas),não esqueçam que a rede globo e outars nao apoiam porque vao perder audiencias em suas novelas se a rinha for liberada,acreditem!!
    Antonio, Itaguai -RJ

    ResponderExcluir
  43. Eu gosto de ser galista e quen diser que a maus trato e mentira porque tanto fais eles briga na naturessa ou nas rinhas esse e o estinto dele

    ResponderExcluir
  44. Anônimo19/10/10

    viva o galismo

    ResponderExcluir
  45. é galistas acho q temos pessoas o suficiente para fazer um movimento um baixo assinado coisa deste tipo e correr atraz do q gostamos como disse o antonio de itajai mas tinhamos q tr alguem q nos representasse muito bem para isso alguem com poder político como é q liberaram em mato grosso e paraíba temos q vr isso adrianjerri@hotmail.com tamos ai valeu.

    ResponderExcluir
  46. ricardo18/11/10

    gosto da ave combatente desde do sete anos de idade admiro muito o galo de raça hoje tenho 47 anos de 2002 pra ca estao perseguindo os galistas acho uma tremenda bobagem porque o galo de briga sempre existiu no meio da sosiedade portanto essa raça maravilhosa e valente sempre vai estar no nosso meu galistico um abraço a todos os galistas ricardo cotagem

    ResponderExcluir
  47. Anônimo5/12/10

    também não intendo,devo ser mesmo muito idiota, as mesmas pessoas que denunciam brigas de galos param em uma banca de cds piratas para comprar e ainda fazem uma fezinha no jogo do bicho,porque tanta demagogia num país com tantos hipócritas, fingindo serem pessoas corretas cidadãos de bem,assim eu não agüento.

    ResponderExcluir
  48. Anônimo19/12/10

    não entendo como galista pode ser chamado de bandido neste país pq, não somos nóis que financiamos drogas,desviamos dinheiro roubamos do bolso dos mais pobres. gostamos de galo combatente, está no nosso sangue e pronto.. a prostituição infantil ta aí "kd" todo mundo?!!!

    ResponderExcluir
  49. Anônimo7/1/11

    Anônimo disse... sou contra machucar os animais podemos achar uma solução sem estinguir a rasa, se rinha é proibida,porque não proibir os rodeios,porque tambem as mulheres fazem o aborto mesmo que seja um estrupo, não deicha diser um feto vivo,os erros deste mundo é tanto que é imposivel controlar tudo,vamos seder um pouco aos menores erros,vamos deixar a consienssia de cada um com Deus obrigado

    ResponderExcluir
  50. Anônimo30/3/11

    gosto de ver os animais mas eles geram muitas renda em termos de venda em termos de negócios como movimentar as casas veterinárias em termos de negócios como venda de ração compra de medicamentos veterinário e especula a venda galo ovo e outros tipos de consulta de animais como algum tipo consulta de animais a venda de ração para varias especie de animais que vive em amônia com os seres humanos o animal aves de briga ele e muito resistente tem muito fogo para as femeias e geram muitos filhotes por esse motivo não vejo motivo para que esta especie venha entrar em extinção mas este não e coso do galo capina ou canário de briga ou cacão ou as araras que fazem parte de nossa flora ou viado capeiro ou tatur ou o peba ou a cutia ou a assa branca ou o gavião real ou etc ou mico leão dorado ou os vegetais como maçaranduba pau darqui ou cedro ou muitas plantas que poderiam ser usado como medicamento etc

    ResponderExcluir
  51. Anônimo8/6/11

    Olá amigos...Assim como todos vocês, tambem sou amante de aves combatentes, pois apesar de ser médico por formação, tenho uma educação rural e também sou praticante de laço em dupla,sendo assim, me vejo preocupado com a nossa situação,pois cada vez mais somo s perseguidos como bandidos e tidos como agressores de animais.Ao meu ver, existem areas da produção industrial de aves de corte e postura q agridem muito mais os animais e as pessoas com cultura urbana,deveriam se preocupar com suas proprias crueldades como de cavalos de carroça q mal se alimentam e trabalham o dia todo e cães abandonados nas grandes cidades.
    O galismo é cultura e esporte, assim como o laço em dupla.
    Obrigado pelo espaço...

    ResponderExcluir
  52. Anônimo18/6/11

    sou afavor da briga de galo desde que,saibam diferenciar a briga da exploração das aves,e que saibam tratalas e preparalas direito...

    ResponderExcluir
  53. Anônimo22/6/11

    gosto muito de galos de briga mais esta ficando dificil com a perseguissao da policia mais eu sou brasileiro nao desisto nunca,em vez da policia preoucuparem com os galistas que porque eles nao preoucupam com o desmatamento na amazonia que ta cheio de madereira ilegal.e porque eles recebem propina e os trabalhadores rurais que denuciam eles ate ajudam eleminarem bando de covardes

    ResponderExcluir
  54. Anônimo23/6/11

    oi sou do amazonas e aqui e muito legal a briga de galos combatentes um abraco a todososgalistas do mundo...

    ResponderExcluir
  55. Anônimo25/6/11

    Sou a favor da liberação,pois
    amo raça combatente,se não acontecer
    a liberação a tendência dos combatentes
    é ficarem em extinção,acho q tem muitas outras
    coisas para se preocuaparem como por exemplo
    drogas,assassinatos,roubos,estrupadores,estelionatos,etc...abraço a tds os galista e simpatizantes do mundo obrigado pela a oportunidade.

    ResponderExcluir
  56. Marcos Garcia1/7/11

    Boa Noite! Galistas de todo o mundo e de todas as idades.Também sou galista, filho de galista e neto de galista por parte de mãe.Desde que nasci este "hobby" que temos é proibido.Tratam-nos como bandidos, no meu caso a minha familia toda deveria ser presa por ter este "defeito" de gostar de criar, dedicar-se e preservar esta espécie que a meu ver é única, sendo o ser mais belicoso entre as espécies animais, porque até o Leão que é tido como um animal feroz e perigoso, não fica brigando por horas como acontece com os galos, quando não existe um galista por perto pra assessorar e impedir que se matem.Nos acusam de instigar os galos a brigar e mesmo de maus tratos com o mesmo, porque não tem conhecimento sobre o assunto e são como a maioria das pessoas que julgam e acusam primeiro e depois ficam sabendo que agiram errado.
    Continuem na luta, tratando com o mesmo carinho os seus pupilos! E quem deixou de criar, volte, pois o que fazemos bem e com generosidade no coração, nunca será em desamparo.Abraços a todos!

    ResponderExcluir
  57. Anônimo17/7/11

    eu tambem concordo com vc esses caras devem se preucupar com ouras coisas

    ResponderExcluir
  58. Anônimo18/7/11

    o brazil e uma vergonha muita coisa acontecendo e eles correndo de nos galista tem que que corre atras dos politicos corupto deixa nos ser feliz

    ResponderExcluir
  59. Ney miranda Luz2/8/11

    O que gera a não aceitação dos combates galísticos no Brasil é, principalmente a opinião dessa imprensa medíocre que temos, quê, sem nenhum conhecimento de causa, com suas reportagens ridículas influenciam a opinião pública, que também, sem conhecimento algum e sem raciocinio lógico, se deixam infuenciar; e para piorar, os combates de galos, não têm um LOBBY, ou seja, não tem quem, com certa influência levanta essa Bandeira, já que a imensa maioria dos praticantes desse esporte são pessoas de baixa renda, enquanto que, Boxe, vale tudo (vergonha), vaquejada, etc; são esportes praticados e financiados por pessoas influentes e ricas. Nenhum juiz é doido o bastante para proibir essas práticas, mesmo sabendo, que esses esportes que envolvem lutas, agregam neles, prostituição, lavagem de dinheiro e drogas. Outra prática milenar e que também oferece entre aspas, maus tratos aos animais e que ninguém enxerga e que nenhum juiz votaria contra, são as cavalgadas, vaquejadas, etc. Será que uma sela apertada na barriga, uma embocadura de metal e uma espora penetrando nos flancos, não seria maus tratos? Mas como movimentam bilhões de dólares por ano e o mundo foi desbravado sobre lombo de cavalos e mulas, todo mundo acha normal domar na pancada e montar o animal. Todos os galos são de brigas, mas nem todos são combatentes. A única forma de acabar com os combates, seria extinguir a raça, o que é proibido pela constituição. Liberar os combates, não só protege a raça, como também acaba com esse desrespeito que os órgãos que se dizem competentes tratam os animais e os galistas; matando os animais e jogando em lixões. Países como a China que é muito mais adiantado, tem até briga de grilos, e televisionados. Nada marginalizado vai para a frente. Se alguma coisa não está correto, proibir por proibir não vai adintar, por que dessa forma, além de não resolver o problema, irá gerar violência e problemas sociais graves. O que se tem a fazer é normatizar, criando regras claras, fazendo uso com responsabilidade. Hoje, o que mais afeta o Brasil é a corrupção, principalmente a corrupção da ruas, aonde tudo é feito pensando em ganhos. Ninguém quer resolver nada, e o que incomoda é tratado com descaso, colocado na clandestinidade, propiciando esta violência regada com sangue e que se tapam os olhos, simplesmente por que têm muita gente influente beneficiando com isso. Se os combates galísticos tivessem alguma coisa que despertassem cobiça, certamente os próprios meios de comunicação inventariam um meio de divulgar, esse esporte que data de 3000 ac. Sem contar que nas minhas andanças nunca vi tráfico de drogas e/ou gente brigando em rinhadeiros; sem falar, que crianças incentivadas pelos pais a lidarem com galos combatentes, não se tornam usuários de drogas.

    ResponderExcluir
  60. verissimo de abreu munhos2/8/11

    eles devião se preucupar com os poçitocos ladroes doque ficar emcomodando os galistas pois mais cuido que os galos recebem para rinhar começa dez de pintos nao deverião feicha os rinhadeiros

    ResponderExcluir
  61. marco antonio.fran.sa´ mg19/8/11

    EU QUERIA ENTENDER ESSA DEFESA DOS ANIMAIS NESSA APRESSAO ESSA SEMANA EM SAO PAULO OS GALOS APRENDIDOS FORAM TODOS SACRIFICADOS ESTAO DEFENDENDO OU PERSEGUINDO AS RINHAS POR QUE NAO PAGAM IMPOSTOS A POLICIA DEVERIA SE PREOCUPAR COM COISA S MAIS IMPORTANTE, COM A VIOLENCIA E CRIMINALIDADE E TRAFICO DROGAS QUE ESTAO TOMANDO CONTA DO PAIS.

    ResponderExcluir
  62. Vamos levar essa discussão para nosso fórum particular?
    o que acham?

    segue o endereço >
    http://dicasgalisticas.forumeiros.com/forum

    ResponderExcluir
  63. LIGERO-SP23/8/11

    Sou um galista iniciante, mas sempre gostei de galo índio pela sua força e robustês, quando criança eu adorava colocar galos para brigar, meu pai sempre brigava comigo, porque ele era caseiro do sítio e quando o dono chegava e via os galos machucados chamava a atenção dele, hoje graças a nosso bom DEUS eu tenho uma chácara e tenho vários galos e galinhas descendentes de alguns bons galos que eu comprei e venho selecionando geneticamente os melhores com muita pesquisa e dicas de galistas veteranos, me chamam de louco por gostar de criar galos, não adianta, as vezes gasto mais do que ganho com meus galos, mas não existe nada melhor do que fazer o que a gente gosta, tenho certeza que ainda vai ter um político que vai liberar as rinhas, nem que seja com impostos, com regras, mas que não prejudique aqueles desfavorecidos financeiramente, quantos empregos iria gerar pra meninada que muitas vezes vai para o mundo do crime, nossos galos são bem tratados, e precisa de gente pra trabalhar, mas com essas leis que esses políticos imundos fazem fica muito difícil. BRASIL ONDE A LEI É SÓ PARA OS RICOS. Um grande abraço a todos galistas...

    ResponderExcluir
  64. Anônimo30/8/11

    sou galista deste 1976 e gosto muito de galos e não vou para porque estas pessoas que não tem o que faz querem que nos paramos de fazer o gostamos ou vamos para um bar bebe até cair no chão, eu vou em rinha de briga de galo e nunca vi uma morte de uma pessoal, mais vai em um jogo de futibol para vc ver, c tem coragem de levar seu filho, no campo, mais na rinha vc tem com setenza

    ResponderExcluir
  65. Fui tratador aqui no estado do rio de janeiro na cocheira [aguá viva do cris] hoje naõ estou tratando mas, trabalho em macaé embarcado porque esse nosso governo em vez de dar força para as briga de galos, eles estaõ cassando agente igual bandido leva agente preço e esculacha agente e sacrifica nossos animais e jogam fora ainda esses desgraçados,espero que alguem ajude agente a legalizar as brigas de galo na mesma hora eu volta a ser tratador porque e a coisa que eu mas gosto nesse mundo e tratar de galo e colocalos para brigar e fazer uma boa rinha.

    ResponderExcluir
  66. Ney Miranda Luz6/9/11

    O galo combatente é o único animal que faz o que faz, naturalmente. Combatem entre si quando estão soltos e quando têm algum oponente no seu campo visual. Eles não são obrigados a combaterem. A única coisa que o homem faz é tratá-los e colocá-los para o combate. O homem não faz disputa direta com o animal, sendo assim, não pode ser visto como maus tratos. Tendo como exemplo, as vaquejadas e das toiradas de Madri, em que o homem derruba o boi e o toureiro duela com o touro, chegando a sacrificá-lo. Sem contar que os burros de cargas e os que puxam carroças, são brutalmente punidos com chicotadas e excesso de peso. O galo combatente disputa com um adversário do mesmo tamanho e peso e dentro de regras claras, conduzidas por um juiz. Apenas 10 % dos galos em combates, morrem. A recuperação de um galo que fez combate é rápida. E o que me enoja e deixa – me irado é o fato, de que os policiais, quando praticam uma diligência a um rinhadeiro, recolhendo os animais; eles não vão lá por que estão com dó dos galos e sim para ver a insastifação dos proprietários, isto quando não vão à busca de propina. Tanto é, que os galos por eles apreendidos, são mortos e jogados em lixões. Se for proibido combater para “preservar” os animais, por que então não os levam para um lugar apropriado, como acontecem com os cães? É por que no Brasil não se usa a prática de comer cães, como é feito na Ásia. Se o governo tivesse bom senso, acabaria com a marginalização desse esporte, que preserva muito mais o animal do que esses órgãos que se intitulam protetores dos animais, quando na verdade fecham os olhos para essa barbárie em que os “Policiais” submetem aos indefesos animais, tratando os com desprezo. Certamente no rinhadeiro eles são respeitados, combatendo nas mesmas condições, sem os fantasmas de perseguições de pessoas sem escrúpulos.

    ResponderExcluir
  67. Anônimo13/9/11

    Olá pessoal,com todo respeito faço este comentário :
    Não adianta ficar batendo na mesma tecla como os comentários acima descritos,entendam uma coisa.
    1 -Nossa podre TV (em especial GLOBO )não aprovam o galismo pra não perder audiencia.
    2-Nossos políticos ídem pra não pereder votos
    3-Nossas autoridades ídem ,pois baixaria a criminalidade (galismo é cultura)e teria menos bandidos pra eles faturarem
    4- Nossos religiosos "tambem ìdem"pois receberiam menos grana dos fiéis (galismo tem um custo )
    5 -As ONGS ídem,pois perderiam seus pobres empregos.
    6- etc,etc,etc....
    Moral da história :
    Jamais chegaremos a lugar nenhum se não lutarmos , é preciso um movimento de ambito nacional onde cada galista ponha pra fora toda sua revolta,através da internet podemos dar início a este movimento,alguem aí pode montar um blog e começar um cadastramento ?
    Antonio Itaguaí RJ

    ResponderExcluir
  68. nersao14/9/11

    gosto muito do esporte e quem nao gosta q nao entre no sait porra vao se fuder

    ResponderExcluir
  69. maranhao15/9/11

    sou criador,aqui no maranhao tem algumas rinhas,mas tambem ta acabando algumas por motivos desses covardes que temos no nosso brasil. talvez se tivesse comercializacao de drogas dentro da rinha esses covardes nao se meteria com os galistaas.sera dificil eles entender que somos de paz.

    ResponderExcluir
  70. Anônimo15/9/11

    ai da uma grande forca para nós galistas,para liberacao de brigas de galos

    ResponderExcluir
  71. Anônimo25/9/11

    gosto muito de galos e nao quero que acabem com as rinhas. nos tratamos muito bem dos nosos animais, e quem fala que maus tratos nao entende nada do nosso esporte conpramos racao cara e de boua qualidade para nosas aves masageamos elas banho de sol e muito mais cuidamos muito bem elas vivem fortes e com vitalidade

    ResponderExcluir
  72. Anônimo9/12/12

    CRIO GALOS POR GOSTAR DA GENÉTICA E FORÇA QUE ESSAS AVES MONSTRAM PARA SE RECUPERAR, JÁ TRATEI DE GALOS CEGOS E TUCADOS E QUANDO VI O BICHO SARADO ME SENTI ORGULHOSO POR NÃO DESISTIR DA VIDA DAQUELE ANIMAL, POIS EM MOMENTO ALGUM ELE DEMONSTROU QUE HAVIA DESISTIDO DE VIVER, NÃO VOU A RINHAS, MAS FIZ DA MINHA CASA UM LAR PARA ESSES EX COMBATENTES, INCLUSIVE ACEITO GALOS APOSENTADOS.

    ResponderExcluir
  73. Sou de Pernambuco e lhes digo: Não existe coisa melhor ou melhor emprego que ficar sentado numa poltrona julgando qualquer coisa sem ter conhecimento, levado apenas por palavras de pessoas revoltadas com intuito único de destruir, desmoralizar e acabar seja lá o que for. Infelismente é o que ocorre em nosso País nos dias de hoje, julga-se as coisas sem conhecimento de nada e bate-se o martelo de qualquer jeito, sem se preocupar com nada ou ninguem. Uma dona de casa nos seus afazeres não cohece briga de galos, como voce pode obter da mesma uma resposta correta? Já ouví radialistas fazendo essa pergunta às donas de casa. Para julgar briga de galos ou quaquer outro asasunto, deve os julgadores ter conhecimento profundo do que está sendo julgado,ou então este País vai virar Maquina de Fazer Bandido. Sou galista, atualmente muito triste com o que vejo neste País, um país que estraga a cada dia o Patriotismo de seus filhos. Nós usamos a natureza poque Deus nos deu esse direito, em compensação criamos as aves com carinho, e procuramos perpetuar a espécie,não a destruimos como os Senhores Donos da Lei.

    ResponderExcluir
  74. galismo e cultura e tudo que falam contra e por que nao entao cigurem a lingua antes que pese.

    ResponderExcluir
  75. Anônimo11/4/13

    anonimo disse... eu tenho galos rassa conbatente e muita gente perto de casa cria e nunca vi um maltratado eu tenho 13 e porque proibio a rinha...























    ResponderExcluir
  76. Anônimo30/4/13

    alian klaus...
    ñ é uma opção de diverção, e muito mais q paixão...

    ResponderExcluir
  77. Anônimo1/6/13

    Ser galista e muito bom.haha

    ResponderExcluir
  78. Anônimo3/6/13

    ufc e liberado, porque não galos combetents e espote como outro qualquer ,

    ResponderExcluir
  79. Anônimo24/7/13

    eu sou louco por galos combatente e nunca vou deixa de cria. então por que não libera logo vcs deveria core atrais de bandidos e não de galistas

    ResponderExcluir
  80. Anônimo19/9/13

    anônimo 19 09 13 desde criança eu crio galos combatentes e enquanto estiver vida saldável não deixarei de criar os meus galos

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante!